VOUZELA, 14 de Julho de 2024
PUBLICIDADE

Pelo Centro Social de Campia: Uma palavra de reconhecimento

4 de Abril 2021

Cremos ser chegada a hora de dar o nosso mais profundo e sentido obrigado.

Um obrigado que demos desde o primeiro momento a todos quantos nos estenderam a mão e a nós se juntaram, para que fosse possível continuar a prestar todos os cuidados aos nossos utentes.

Um obrigado que não se esgotou nesse momento. Uma gratidão que sentiremos para sempre.

Quando nos faltaram as mãos para cuidar dos nossos utentes, pudemos contar com o apoio de vários familiares que olharam, acarinharam e cuidaram, em conjunto connosco, por todos eles. Sem medo por si próprios. Com sede de serem úteis.

Quando nos faltou o ânimo, foi (tantas vezes) nesses mesmos familiares que nos apoiámos, e com eles pudemos contar para ganhar o alento, a força, para levar cada dia até ao fim, da melhor forma. Telefonemas diários que foram o abraço que precisamos. Que tentamos devolver. Que agradecemos para sempre.

Quando mais prontas e desinteressadas mãos nos chegaram para ajudar, como foram as dos voluntários do Portugal ComVidas, fomos generosamente acolhidos nos nossos pedidos pela autarquia. Pontes criadas, sendas facilitadas, e corações cansados mas cheios, muito graças ao apoio daquela e, em trabalho de especial proximidade, do Sr. Presidente da Câmara Rui Ladeira e da Sra. Vereadora da Acção Social Carla Maia. Tudo teria sido desmesuradamente mais difícil sem o seu apoio.

Quando a nossa tormenta se vivia de igual modo na grande maioria das instituições da nossa região, e a pressão parecia ingerível, houve ideias, alternativas, ânimo e apoio pronto da autoridade de saúde. Tudo coisas que, em plena crise, são, tão só, o alimento de quem a está a combater. O nosso obrigado à Dra. Isabela, voz principal nesta comunicação diária, rosto de outros profissionais de saúde, que connosco se solidarizaram.

Quando todas as necessidades que surgiram em catadupa foram para lá do que podíamos face a elas fazer, pedimos ajuda. Que veio em forma dos altruístas contributos de diversas empresas da região.

Choramos a saudade dos que de junto de nós partiram. Aos familiares, o nosso companheiro abraço.

Quando tudo começou, enquanto tudo durou e quando foi necessário recomeçar tudo de novo, toda a equipa do Centro Social de Campia esteve lá. Mesmo aqueles que não puderam estar fisicamente. Se é nos maus momentos que conseguimos ver a solidez de uma equipa, ela aí está. Una. Resiliente. Orgulhosa pelo (duro) trabalho que foi enfrentado.

Quando a primeira refeição foi feita fora de isolamento, quando os primeiros passos foram dados em divisões que já não eram vistas há tantos dias, as lágrimas chegaram. As dos nossos utentes e as nossas.

De imediata e pura felicidade. De gratidão. Da mesma que, com todos, agora partilhamos.


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM