VOUZELA, 14 de Julho de 2024
PUBLICIDADE

Temperaturas vão subir em Lafões. Risco muito elevado de incêndio até terça

3 de Julho 2020

As temperaturas na região de Lafões vão subir nos próximos dias, à semelhança do previsto para o resto do continente, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No concelho de Vouzela, os termómetros vão atingir os 35º C este sábado, chegando aos 38º no domingo e na segunda-feira, o mesmo acontecendo em São Pedro do Sul.

O concelho de Oliveira de Frades vai estar um pouco mais ameno, com as temperaturas deste sábado a ficarem pelos 34º e subindo para 37º no domingo, antes dos 36º de segunda-feira, dia a partir do qual os termómetros voltam a descer nos três concelhos, sem nunca baixar dos 33º até ao próximo domingo. Toda a região vai estar sob aviso amarelo – o terceiro mais grave da escala – entre sábado e segunda-feira.

Vento forte a partir de sábado

O IPMA aponta para uma subida das temperaturas em todo o continente, com alguns distritos a chegarem aos 40º e até mesmo a ultrapassá-los.

O vento vai soprar fraco a moderado (até 30 km/h) predominando de noroeste, sendo mais intenso dia 3, soprando por vezes forte (até 40 km/h) na faixa costeira ocidental e nas terras altas, com rajadas até 65 km/h.

A partir de sábado, vai predominar o vento do quadrante leste nas terras altas do interior Norte e Centro, onde deverá soprar por vezes forte durante a noite e manhã.

O instituto explica que esta subida de temperatura “deve-se à advecção de uma massa de ar quente e seco proveniente do norte de África, associada a um fluxo de leste sobre a Península Ibérica na circulação do anticiclone localizado na região dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e de uma depressão centrada a sul da península”.

Risco muito elevado de incêndio

As previsões, se positivas para muitas pessoas, acarretam também um maior risco de incêndio. O concelho de Vouzela apresenta um risco muito elevado – o segundo mais grave da escala – já a partir desta sexta-feira, situação que se mantém, pelo menos, até à próxima terça. A situação é praticamente idêntica em Oliveira de Frades e São Pedro do Sul, mas estes só entram nesse nível a partir de sábado.

Nos dias em que as temperaturas apresentarem valores mais elevados, oito distritos de Portugal Continental vão ter concelhos em risco máximo de incêndio: Bragança, Castelo Branco, Vila Real, Viseu, Guarda, Portalegre, Santarém e Faro. Mais de metade do país vai apresentar risco elevado e muito elevado de incêndio.

A GNR apela a que se evitem comportamentos de risco nos espaços florestais e agrícolas. Num post publicado na rede social Facebook, a força de segurança realça que os incêndios “destroem mais do que árvores”, lembrando que Portugal é “um país rico em património natural, detentor de espécies de flora e de fauna associadas a uma grande variedade de ecossistemas, habitats e paisagens!”

“Ajude-nos a protegê-lo!”, pede a GNR, que disponibiliza a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520 ou em www.gnr.pt), gerida pelo Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), disponível 24 horas por dia, durante todo o ano.

O serviço permite fazer denúncias ambientais e obter aconselhamentos sobre matérias relacionadas com a natureza, ambiente, florestas, animais de companhia, leis sanitárias e de ordenamento do território.

 

 


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM