VOUZELA, 12 de Julho de 2024
PUBLICIDADE

Neste abraço semanal temos um sugestão a fazer aos restaurantes

15 de Outubro 2020

O raio do vírus anda por aí à solta e agora parece que veio até Lafões com mais força do que o que tinha feito até aqui.

Às pessoas que têm sido atingidas é bom que se lhes diga que estar contagiado não é necessariamente mais do que isso. Os meios médicos, ainda que sem vacinas específicas ou tratamentos absolutamente certeiros, têm hoje mais experiência, mais saber e muito mais controlo sobre a pandemia e isso é uma das razões que explica que entre tanta gente infectada, a percentagem de falecimentos, a isso devidos, seja relativamente baixo. Mantenhamos todos, pois, a serenidade possível porque o tempo que o trouxe, o vírus, o levará. Sempre assim foi e não nos parece que as coisas tenham mudado.

Isso não invalida, bem pelo contrário, que se tenham todos os cuidados possíveis, especialmente os já conhecidos e que sabemos que resultam: afastamento, lavagem das mãos, e deixar as reuniões em grupo para quando for possível. Mesmo com estes cuidados todos, os contágios acontecem.

Façamos, cada um de nós, a parte que nos compete e o saber médico e a natureza hão-de encontrar solução para esta pandemia que traz o mundo inquieto. Esta recomendação de tranquilidade que aqui deixamos não é uma mera circunstância. As coisas são mesmo assim, e só em condições muito raras a doença atinge dimensões de gravidade preocupante.

Segunda nota que aqui queremos referir, esta: se é verdade que devemos afastar-nos do nosso interlocutor e evitar ajuntamentos desnecessários (ou necessários), isso não significa que tenhamos de viver isolados e fugir uns dos outros. O medo faz-nos irracionais e alguns de nós andamos a fugir sem saber de quem. Deixar de saudar um amigo que está ou esteve infectado, desviar-nos seja de quem for, mudar de passeio, é estigmatizante e não pode ser. Ter cuidado e cuidados é uma coisa. Fugir dos amigos ocasionalmente doentes, com esta ou outra doença, é juntar irracionalidade à pandemia que já tem muita.

 

Proposta aos Restaurantes

Uma palavra especial de conforto para aqueles sectores da economia regional que estão a lutar com dificuldades acrescidas nesta altura. A restauração é seguramente uma delas. As pessoas receiam entrar em ambientes fechados, receio de estar muita gente nos restaurantes e preferem comer em casa ou recorrer à marmita quando podem. Compreende-se mas a verdade é que muitos restaurantes tiveram quebras terríveis e vivem momentos angustiantes.

Não sabemos se o que vamos propor de seguida ajudará muito mas o “Notícias de Vouzela” decidiu fazer o seguinte: pedimos aos restaurantes, directa ou indirectamente ligados à nossa região, que nos enviem os pratos principais da suas ementa para sexta, sábado e domingo. Mandem-nos para este email jnoticiasdevouzela@gmail.com e em caso de dúvida liguem para o 917282055. Mandem-nos os vossos contactos telefónicos, emails também se houver. Como o Jornal sai à quinta passamos a publicar essa informação todas as semanas até final do ano e depois logo se vê. E publicaremos gratuitamente. Não é nenhum favor. Favor é aderir a esta iniciativa. Estamos em altura de dar as mãos. A região tem ajudado o “Notícias de Vouzela” e não fazemos mais do que a nossa obrigação se ocuparmos parte do nosso espaço com essa informação, agora com uma utilidade acrescida para restaurantes e clientes.

Ah. E diga-nos se tem take-away. Se as pessoas podem encomendar e levar para casa. Essas sugestões de boa comida que nos chegarem tentaremos inseri-la também no nosso site, a que os clientes que buscam um restaurante ou determinada comida podem aceder por https://noticiasdevouzela.pt/.

Vamos experimentar? Não é preciso ser nosso Assinante. Se o forem, óptimo. Se o não forem, paciência. O que tem de haver é comida da boa. Uns rojõezinhos, vitela, e essas dietas parecidas. Convém não abusar do peixe porque tem espinhas. Estamos a brincar. Mandem o que tiverem. Vamos ver se ajuda, pouco que seja.

Obrigado, abraço amigo.

 

LV e AM


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM