VOUZELA, 18 de Julho de 2024
PUBLICIDADE

Lafões soma 11 casos de COVID-19. Portugal regista 160 mortes

31 de Março 2020

Os concelhos de Vouzela, Oliveira de Frades e São Pedro do Sul totalizam, no seu conjunto, onze casos de infecção por COVID-19, segundo os dados disponibilizados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) e pelos respectivos Municípios.

A situação mais grave é a de Oliveira de Frades, onde estão confirmados seis casos – e não sete, como o Notícias de Vouzela chegou a avançar, baseado na informação da DGS. No Relatório de Situação desta terça-feira, o organismo público já actualizou, de resto, os dados, confirmados pelo nosso jornal junto da autarquia.

São Pedro do Sul regista os mesmos três casos de infecção e Vouzela passou a ter dois, depois de ter sido confirmado um novo teste positivo no agrupamento de escolas, que “está a ser devidamente acompanhado pelas entidades”, garante a Câmara Municipal, adiantando que deram negativo os restantes testes efectuados à comunidade educativa residente em Vouzela e com resultados já conhecidos.

A autarquia pede a colaboração e a ajuda de todos do munícipes. “Nunca como agora, precisamos tanto de unir esforços neste combate ao inimigo invisível!”, sublinha a edilidade.

Mais de 7.700 infectados e 160 mortes em Portugal 

O Relatório de Situação divulgado hoje dá conta de 160 mortes por COVID-19 em Portugal – mais 20 do que ontem – e 7.734 pessoas infectadas, mais 1.035, o que corresponde a uma taxa de crescimento de 16%, bem mais do que os 7,5 % verificados de domingo para segunda-feira.

A DGS explica que poderá estar a ocorrer uma “dupla contagem” por concelho, por ser utilizada uma “metodologia mista”, que junta os casos reportados pelas administrações regionais de saúde (ARS) e pelo Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE).

A região Norte continua a ser a mais afectada pela pandemia, com 4.452 casos de infecção e 83 mortes registadas. Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo (1799 casos-35 mortes), o Centro (911 casos-40 mortes), o Algarve (137-2) e o Alentejo (50-0). Os Açores têm 48 casos confirmados e a Madeira 46, não havendo registo de qualquer vítima mortal nos arquipélagos.

No global do país, 627 cidadãos estão internados e 188 encontram-se nos cuidados intensivos (mais 24 do que na segunda-feira), havendo ainda 4.610 a aguardar resultados laboratoriais. A maioria das vítimas mortais (84%) tem mais de 80 anos.

Prestes a chegar cem toneladas de material de protecção

O número de pessoas recuperadas é igual há seis dias, 43. A explicação, segundo o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, está no facto de se tratar de uma “doença de convalescença lenta” e de ser mais difícil saber da recuperação de quem está a ser tratado em casa. O governante explicou que para se declarar oficialmente que uma pessoa está recuperada, são precisos dois testes negativos.

Lacerda Sales anunciou que um avião com cerca de cem toneladas de material vai chegar ao Porto esta terça-feira à noite. A carga inclui 3,5 milhões de máscaras cirúrgicas, 300 mil toucas, 100 mil batas e outros equipamentos de protecção individual que vão ser distribuídos pelos profissionais de saúde.

 

 


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM