VOUZELA, 24 de Abril de 2024
PUBLICIDADE

Desemprego com aumento ligeiro em Lafões

5 de Maio 2020

Durante o mês de Março, o número de pessoas sem trabalho aumentou ligeiramente na região de Lafões. De acordo com os números mais recentes disponibilizados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, havia 1246 pessoas desempregadas, o que representa um aumento de cerca de 0,5 por cento face a Fevereiro (1239 pessoas). Por outro lado, tendo em conta os dados do período homólogo de 2019, o balanço é positivo, uma vez que representa um recuo na ordem dos 6 por cento (1322 pessoas).

Vouzela
Entre Fevereiro e Março, apenas Vouzela registou uma variação positiva na região, com menos quatro pessoas inscritas no centro de emprego (passaram de 300 para 296). Face a Março de 2019, em que havia 357 desempregados, a diferença é ainda maior.
Em termos de caracterização, o mês passado havia 114 homens e 182 mulheres à procura de trabalho. Do universo total, 35 tinham menos de 25 anos; 56 entre 25 e 34 anos;125 entre 35 e 54 anos; e 80 tinham mais de 55 anos.
Ao nível da escolaridade, com formação até ao 1º ciclo havia 71 desempregados; com o 2º ou 3º ciclos havia 109; com o secundário mais 84 e com ensino superior outros 32.
Nesse período, 36 pessoas inscreveram-se no centro de emprego e 14 conseguiram uma colocação.
Por outro lado, à procura de primeiro emprego estavam 24 pessoas e 116 procuravam reingressar no mercado. Desempregados de longa duração (há mais de um ano) eram 116, enquanto 180 estavam inscritos há menos tempo.

Oliveira de Frades
Já Oliveira de Frades viu inscritas mais 6 pessoas face a Fevereiro, totalizando 374. Em relação a Março de 2019, foram mais 44.
Do total, a maioria (218) era do sexo feminino, face a 156 homens. Com menos de 25 anos eram 45; entre 25 e 34 anos havia 79; dos 35 aos 54 eram 145 e com mais de 55 anos eram 105.
Ao nível do 1º ciclo, havia 78 desempregos; 128 tinham o 2º ou o 3º ciclo; outros 121 concluíram o ensino secundário e 47 tinham formação superior.
Ao longo do mês, inscreveram-se 57 pessoas no centro de emprego e 17 conseguiram trabalho.
A maioria dos inscritos (335) procurava reingressar no mercado, face a 39 que não têm experiência anterior. Uma fatia considerável (240 pessoas) está sem trabalho há menos de um ano, enquanto 134 são desempregados de longa duração.

São Pedro do Sul
São Pedro do Sul tem uma variação ligeiramente negativa entre Março e Fevereiro deste ano (576 e 571, respectivamente) mas um balanço positivo face a igual período do ano passado (635 pessoas desempregadas).
Tal como acontece nos concelhos vizinhos, a maioria dos inscritos (354) era do sexo feminino. Em termos de faixas etárias, 73 pessoas tinham menos de 25 anos; 98 entre 25 e 34 anos; 213 entre 35 e 54; e 192 com mais de 55 anos.
No que diz respeito à escolaridade, 110 pessoas tinham até ao 1º ciclo; 235 entre o 2º e o 3º ciclos; 195 concluíram o secundário e 36 com formação superior.
Ao longo do mês, 80 pessoas inscreveram-se no centro de emprego e 61 conseguiram colocação.
Uma fatia significativa do universo (530) procurava reingressar no mercado de trabalho, face a 46 que queriam um primeiro emprego. Do total, 380 estavam inscritos há menos de um ano e 196 são considerados desempregados de longa duração.
A nível nacional, a taxa de desemprego situou-se, durante o mês de Março, em 6,5%, o mesmo valor registado em Fevereiro, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM