VOUZELA, 22 de Junho de 2024
PUBLICIDADE

Covid-19: Portugal sai da “lista negra” do Reino Unido

20 de Agosto 2020

Portugal vai passar a integrar a lista dos corredores aéreos do Reino Unido, criada no âmbito da pandemia de Covid-19. A notícia, avançada esta tarde pelo jornal “The Guardian”, já foi confirmada pelo Governo de Londres.

A medida significa que quem viaje de Portugal deixa de estar obrigado a uma quarentena à chegada ao Reino Unido e deverá entrar em vigor a partir das 4h00 de sábado, dia 22.

“Os dados também mostram que agora podemos adicionar Portugal aos países INCLUÍDOS nos corredores de viagens”, disse o ministro dos Transportes, Grant Shapps, através da rede social Twitter, que, no entanto, alertou para a possibilidade de tudo se alterar, dependendo da evolução da pandemia.

“Como acontece com todos os países de ponte aérea, esteja ciente de que as coisas podem mudar rapidamente. Viaje apenas se estiver satisfeito com a quarentena inesperada de 14 dias, se necessário”, salientou o governante, que fala por experiência própria, pois teve de ficar 14 dias em isolamento ao voltar de férias em Espanha.

A nova lista vai abranger também os arquipélagos da Madeira e dos Açores. Em sentido contrário, Croácia, Áustria e a ilha de Trinidad e Tobago, nas Caraíbas, vão ser retirados deste leque restrito de países, devido ao crescente número de infecções.

Portugal está na lista negra do Reino Unido desde o início de Julho, uma decisão que foi contestada pelo governo liderado por António Costa.

Nessa altura, a decisão das autoridades britânicas foi um balde de água fria para o turismo nacional, que contava com estes visitantes no Verão para recuperar parte dos resultados perdidos devido à pandemia.

O Reino Unido é um dos maiores emissores de turistas para o país, tendo sido responsável, só em 2019, por 2,1 milhões de hóspedes, 9,4 milhões de dormidas e quase 3,3 mil milhões de euros em receitas turísticas, de acordo com os dados do Turismo de Portugal.

Entre Janeiro e Maio deste ano, o número de hóspedes britânicos caiu quase 68%, as dormidas recuaram 66% e as receitas turísticas afundaram quase 55%, em termos homólogos.


Todos os direitos reservados • Notícias de Vouzela

Praça da República, 17 3670 – 245 Vouzela

Powered by DIGITAL RM